Menu
/escolamoppeoficial /escolamoppeoficial /moppetv

Blog

UM OLHAR CIENTÍFICO - Aprendizagem por meio da pesquisa

Escola Moppe

UM OLHAR CIENTÍFICO – Aprendizagem por meio da pesquisa

28/05/2021 • Equipe Moppe

Por que o céu é azul? Como as árvores crescem? Por que os pássaros voam? Até onde vai o mar? Onde as formigas vivem? A minhoca respira dentro da terra? E os peixes, respiram na água? Por que a fruta tem caroço? Quantas perguntas! É natural a criança ser curiosa e querer descobrir o mundo ao redor delas. Quem tem filhos conhece muito bem a fase dos “porquês”, quando os pequenos ficam intrigados e saem perguntando sobre tudo.

É dessa essência do ser humano, de ter uma postura investigativa, que parte a ideia de ensinar por meio da pesquisa. Que tal pegar essas questões do dia a dia e transformá-las em objeto de estudo? Afinal, quando a vontade de aprender parte do estudante, o processo de aprendizagem acontece por completo.

Essa é uma prática desenvolvida desde a educação infantil na escola Moppe. Muitos questionamentos levantados pelas crianças viram temas trabalhados em sala de aula. Como, por exemplo, as folhas caídas pelo terreno da escola depois de uma chuva forte, o vento, os insetos do parquinho etc. O que desperta a atenção deles pode virar objeto de pesquisa.

A partir do primeiro ano do ensino fundamental, essa aprendizagem fundamentada na pesquisa começa a tomar forma e auxilia inclusive no processo de alfabetização. As crianças passam a desenvolver a formulação de perguntas, a observação, a socialização, o levantamento de hipóteses, a investigação e a coleta de dados para chegar a uma conclusão. Nos anos seguintes, essas etapas são cada vez mais trabalhadas e exigem mais dos alunos.

Ao longo dos anos escolares, eles vão entendendo e se familiarizando com o método científico. Sim, isso é ciência. Os projetos de pesquisa fazem parte da rotina dos estudantes. Até porque, para uma boa compreensão do mundo, os jovens precisam aprender a fazer as perguntas certas.

Se no tempo de muitos pais uma pesquisa era feita na biblioteca, consultando uma enciclopédia, agora é com um clique que as questões são resolvidas. Tudo é tão instantâneo que a resposta à pergunta torna-se o menos importante, já que o acesso a ela é fácil e ao alcance de todos. O valioso é o processo de pesquisa. O valor do projeto está nos bons questionamentos, no trabalho em equipe, no levantamento de dados, no raciocínio lógico, na interdisciplinaridade e na argumentação.

Clique aqui para visualizar melhor essas etapas de pesquisa.

O processo investigativo é trabalhado de forma tão completa na escola que faz parte da construção do conhecimento dos alunos. Pela pesquisa, há a aquisição de conteúdos, de habilidades socioemocionais e de competências que ajudam no desenvolvimento e no senso crítico dos estudantes. Pesquisar está diretamente ligado a um pensamento de inovação.

Os procedimentos de pesquisa e projetos são realizados continuamente, da educação infantil aos anos finais. Não é à toa que no fim desse ciclo, no nono ano, os alunos chegam preparados para encarar um Trabalho de Conclusão de Ciclo (TCC), com direito a uma monografia nos padrões da ABNT e com a apresentação da pesquisa para uma banca de examinadores, composta por professores e convidados da área de interesse.

Rafael Rosa, engenheiro formado no ITA e doutor em imagem e sensoriamento remoto, foi um dos convidados na banca examinadora de 2020. Ele fez questão de ressaltar a surpresa que teve ao receber o trabalho. “Sempre participei de bancas de graduação, mestrado, doutorado e quando vi a qualidade daquele trabalho, muito bem estruturado, com começo, meio e fim, fiquei surpreso. A explicação da teoria foi muito bem escrita, fiquei impressionado com a preparação dos alunos e com o nível muito bom dos professores, que souberam orientar os estudantes.”

Clique aqui para assistir o depoimento de Rafael Rosa.

E que tal ver e ouvir o que eles têm a dizer? Agora, ex-alunos têm a palavra: clique aqui.

Uma das professoras responsáveis por auxiliar esses estudantes é a Eunice Araújo. Ela destaca vários benefícios de refinar esse olhar curioso dos jovens, para que eles tenham uma postura mais crítica sobre o mundo. Veja a entrevista que ela deu sobre o tema:

Clique aqui para assistir uma entrevista com a professora.

E para fechar, a pergunta que a professora Eunice propõe para os estudantes pode parecer simples, mas talvez nem você saiba a resposta: o que te move?

Últimas postagens

17/06/2021

Descobrir formas geométricas explorando o cotidiano e os espaços ao redor é muito mais significativo do que pintar formas geométricas em uma folha de papel ou apostila!⠀Por que limitar as […]

31/05/2021

Aula no pátio, no parque, nos espaços de convivência, na quadra ou sob a sombra de uma árvore. Por que não? Estudar ao ar livre pode ser uma opção mais […]

Conheça as competências que seu filho irá desenvolver na Moppe.

Melhor horário para contato

Manhã Tarde

Berçario Bambini

Rua Carlos Chagas, 346
Jd. Esplanada - São José dos Campos/SP

Secretaria - Tel.: (12) 3204-4610 - Whatsapp: (12) 99645-4255

E-mail: bambini@moppe.com.br



Escola Moppe

Av. Lineu de Moura, 1655 - Urbanova
São José dos Campos/SP

Tel.: (12) 3949-9380 - Whatsapp: (12) 99711-8037

Informações sobre a escola e agendamento de visitas - (12) 99661-1437

E-mail: moppe@moppe.com.br